O Poder do Hábito

Os nossos hábitos guiam nosso destino. Cultivar bons hábitos nos conduz a um destino de sucesso e cultivar hábitos ruins nos conduz a um ……. Nem preciso escrever né.

Mas quero levar você leitor a uma análise dos seus hábitos, pois eles influenciam todas as nossas ações, incluindo como nos comportamos com nossa família, a quantidade de exercício físico que realizamos, o tipo de comida que comemos, nossa situação financeira, nossa felicidade.

“A qualidade dos nossos hábitos influencia diretamente a qualidade da nossa vida”.

 Gandhi até disse uma vez:
“As nossas crenças se transformam em pensamentos.
Nossos pensamentos se transformam em palavras.
Nossas palavras se tornam ações.
Nossas ações se tornam hábitos.
Nossos hábitos se tornam valores.
E os nossos valores revelam o nosso destino.”

 

 Existem muitas tentações para deixarmos os hábitos negativos entrarem em nossas vidas.

Se não usamos o nosso FOCO para criar conscientemente os hábitos positivos, podemos nos envolver em hábitos ruins, tomando atitudes negativas que trarão consequências desastrosas para nós.

Por outro lado, se nós implementamos conscientemente hábitos bons, nossas atitudes mudam e nossa vida se ajeita. Os resultados que desejamos acontecem automaticamente, como consequência inevitável dos novos hábitos que criamos.

 “O hábito é a transformação de uma sequência de ações em uma rotina automática”.

Um exemplo claro de uma rotina automática é quando levantamos, a maioria tem o hábito de ir ao banheiro lavar o rosto, fazer suas necessidades fisiológicas, escovar os dentes. Isso já está no automático.

Então quer dizer que eu posso criar hábitos bons e deixá-los no automático? Sim mas não é tão fácil assim. Mas ainda não vamos falar dessa parte.

Para entendermos a composição dos hábitos, existem três pontos de destaque. Para facilitar nossa memorização, darei a nomenclatura de Hábito Triangular, pois o hábito é formado por três componentes.

O primeiro componente é o GATILHO. Vamos usar como exemplo Acordar pela manhã, o gatilho é o toque do despertador, que faz com que o cérebro entenda que pode entrar no modo automático e escolher qual hábito é o mais adequado para usar.

O segundo componente é a ROTINA. Trata-se da sequência de atividades que caracterizam como o hábito é percebido por um observador (essas atividades podem ser físicas, intelectuais ou emocionais).

E, como terceiro componente, existe a RECOMPENSA. Ela vai ajudar a melhorar o cérebro, indicando se esse tipo de sequência triangular vale a pena ser usado novamente no futuro.

Quanto mais repetimos a mesma sequência do Hábito Triangular, mais ela fica automática. O gatilho e a recompensa ficam muito ligados a ponto de criarmos antecipação e desejo. Com todos esses elementos, o hábito será formado.

ciclo do hábito

Que maravilha é isso!!!

Em um próximo post volto a falar mais sobre Hábitos.

Um forte abraço.

Inscreva-se na minha lista VIP
Receba meus artigos, vídeos, dicas e insights exclusivos no seu e-mail:


Comentários no Facebook