O golpe do WhatsApp clonado

Você sabia que alguns aplicativos de mensagens podem ser clonados?

Com essa tática, fraudadores conseguem ter acesso ao aplicativo de um usuário e mandar mensagens em seu nome. É aí que acontece o golpe: eles se passam por pessoas próximas e pedem aos contatos que os enviem dinheiro.

Reuni algumas dicas:

1-Se receber uma mensagem pedindo dinheiro ou dados pessoais, desconfie. Verifique o contato para saber quem está do outro lado.

2-Se o contato for de uma pessoa conhecida, tente ligar ou falar com ela por outro aplicativo de mensagens.

3-Em alguns casos, o telefone da pessoa ficará bloqueado. Ligue para conhecidos dela que podem confirmar a situação.

4-Preste atenção no nome do titular da conta enviada para transferência e se ele é diferente do seu contato.

5-Se estiver na dúvida, não tenha pressa. Os fraudadores pedem urgência para a vítima não ter tempo de conferir as informações.

Como fazer para evitar isso?

Para saber se o seu WhatsApp Web está ativo em algum dispositivo desconhecido, vá para os três pontos indicados no canto superior direito da janela do aplicativo. Em WhatsApp Web verifique a lista de todas as sessões abertas. Isso permitirá que você veja todos os dispositivos que estão conectados ao seu aplicativo.

Se você estiver vendo a mensagem “Este telefone não pôde ser verificado”, significa que seu WhatsApp também foi acessado por algum dispositivo desconhecido. Existem também softwares de terceiros que ficam disponíveis na web que podem ser usados por hackers para farejar as suas conversas.

Mas, inicialmente, vamos ao passo a passo:

1. Saia de todos os computadores que você vê na lista em WhatsApp Web. Isso impedirá que os hackers leiam seus bate-papos. No entanto, isso deve ser feito sempre que você usar o WhatsApp web.

2. Não deixe seu telefone sem supervisão quando estiver fora.

3. Bloqueie todos os seus aplicativos para evitar que pessoas desconhecidas os acessem.

4. Não conecte seu telefone a conexões WiFi desconhecidas, pois os hackers também podem usar endereços exclusivos para acessar todos os chats.

5. Caso seu WhatsApp já tenha sido hackeado e clonado, desative sua conta enviando um e-mail para o suporte do aplicativo (support@whatsapp.com). A sua conta será excluída automaticamente se não for acessada por 30 dias.

6. Habilite a verificação em 2 etapas nas configurações da conta. Isso adicionará uma camada extra de segurança ao aplicativo.

7. Apps espiões

Existem aplicativos, quando instalados em seu telefone, que podem servir de espias para cada uma de suas atividades. Usando aplicativos espiões, qualquer pessoa pode hackear facilmente seu telefone não apenas acessando o WhatsApp, mas também muitos outros aplicativos, ou fotos, vídeos, arquivos armazenados, etc.

Comentários no Facebook