O Filho que não gostava de viver na casa do Pai.

Era um filho que não gostava de viver na casa do pai, por causa das constantes repreensões: ′′Se não vai usá-lo, desliga o ventilador ′′ ′′A TV está ligada na sala onde não está ninguém.. Desligue!” ′′Feche a porta′′ ′′Não gaste tanto a água′′ O filho não gostava que o pai o incomodasse com essas pequenas coisas.

Ele tolerou até que recebeu um convite para uma entrevista de emprego. ”Assim que conseguir o emprego, vou sair desta cidade. Não vou ouvir mais uma reclamação do meu pai.”

O filho chegou no local da entrevista e percebeu que não havia seguranças na porta. Embora a porta estivesse aberta para fora, provavelmente era um incômodo para as pessoas que passavam ou entravam por aí.

Ele fechou a porta e entrou no escritório. Em ambos os lados do caminho, ele pôde ver lindas flores, mas o jardineiro tinha deixado a torneira aberta e a água na mangueira não parava de correr. A água estava transbordando na rua… Ele levantou a mangueira, trocou de lugar e colocou perto de outras plantas que precisavam dela.

Havia um anúncio onde dizia que a entrevista seria no primeiro andar. Subiu lentamente as escadas. A luz ainda estava acesa às 10 da manhã… Ele se lembrou do aviso do pai: ′′ Por que você está saindo da sala sem apagar a luz?” Parecia que eu podia ouvi-lo agora.

Mesmo se sentindo incomodado com este pensamento, procurou o interruptor e apagou a luz. Em um grande salão, viu mais pessoas sentadas esperando por sua vez. Ele olhou para o número de pessoas e perguntou se tinha alguma chance de conseguir o emprego.

Ao adentrar, pisou no tapete de ′′Bem-vindos”, colocado perto da porta, mas percebeu que estava de cabeça para baixo. Endireitou então o mesmo tapete.

Hábitos são difíceis de esquecer. Ele viu que nas fileiras na frente havia muitas pessoas amontoadas esperando, enquanto as filas de trás estavam vazias e vários ventiladores estavam funcionando junto à esses bancos Ele ouviu a voz do pai de novo: ′′Por que os ventiladores estão conectados na área onde ninguém está?” Desligou os ventiladores que não eram necessários e sentou-se.

Viu muitos homens entrarem na sala de entrevista e saírem imediatamente por outra porta. Não havia como adivinhar o que estava sendo perguntando na entrevista.

Quando chegou a vez dele, ele parou diante do entrevistador com alguma preocupação. O responsável pegou seus papéis e sem olhar, perguntou: – Quando você pode começar a trabalhar Não fazemos perguntas a ninguém aqui, pois acreditamos que através delas não poderemos avaliar as habilidades de alguém.

Portanto, nosso teste é avaliar as atitudes da pessoa. Enfim, Tudo o que nossos pais nos dizem é apenas para nosso bem, desejando um futuro brilhante para nós!

Para nos tornarmos em seres humanos de valor, precisamos aceitar repreensões, correções e orientações, que eliminem os maus hábitos e comportamentos.

Quem te orienta hoje?

Autor desconhecido

Comentários no Facebook