VALE APENA VIVER SEM CARRO?

VEJA QUANTO É POSSÍVEL ECONOMIZAR

PARA MUITOS, VIVER SEM CARRO PODE SER UM DESAFIO. MAS, DEPENDENDO DA SUA SITUAÇÃO, DISPENSAR O USO DO CARRO PODE TRAZER UMA GRANDE ECONOMIA.

Para quem já está acostumado com a praticidade do automóvel, a ideia de viver sem carro pode parecer impossível.
Mas, na verdade, viver sem carro pode ser uma opção mais econômica e, até mesmo, mais confortável.
Atualmente, existem cada vez mais opções de transporte que podem substituir o automóvel próprio.
Dessa forma, viver sem carro não significa abrir mão do conforto e agilidade no deslocamento. No fundo, pode ser uma decisão que pode ser muito positiva, dependendo de alguns fatores da vida de cada um.

Para responder se vale a pena ter carro ou não, é necessário levar em consideração alguns fatores:

Você mora muito longe do trabalho?
Você tem algum compromisso diário que somente com o carro você conseguirá cumprir?

COMO SABER SE VALE A PENA TER OU NÃO UM CARRO?

É importante levantar questões como essas, primeiramente, para você planejar como viver sem carro.
Mas, a pergunta central para responder essa questão é: viver sem o carro vale a pena no sentido financeiro?
Isso porque, mesmo com a pessoalidade do assunto, relacionada ao conforto desejado e necessidades, é possível fazer cálculos e ver quais opções são melhores economicamente.
Para o auxílio desses cálculos é possível encontrar calculadoras online, que podem simular quanto você gasta mensalmente com o carro e quanto você gastaria se usasse Uber, por exemplo.

CALCULANDO O GASTO MÉDIO COM O CARRO PRÓPRIO

Para deixar esses custos mais claros, vamos ao seguinte exemplo.
Suponha que você tem um carro popular que custou R$30.000,00.

Logo, os custos envolvidos com esse veículo serão os seguintes:
Seguro: Custa aproximadamente 5% do valor do carro anualmente. Ou seja, 1500 por ano, 125 por mês.
IPVA: Custa normalmente 4% do valor do carro anualmente. 1200 por ano, logo 100 reais por mês.
Gasolina: Para alguém que trabalha, leva os filhos no colégio e viaja, o combustível mensal pode facilmente chegar a 600 reais.
Multas: Uma infração leve custa aproximadamente 80 reais.
Manutenção: Para quem já bateu o carro e o leva para manutenções, sabe que isso não é nada barato. É comum que o motorista tenha que desbancar aproximadamente 1000 reais por ano com manutenções gerais. Isso custa mais que 80 reais por mês.

VANTAGENS E DESVANTAGENS NÃO TER UM CARRO

Vantagens de não ter um carro Economia:
Como demonstrado acima ter um carro pode ser muito custoso, principalmente levando em consideração a depreciação do seu valor com o passar do tempo.
Menos estresse:
Viver em uma grande cidade, lotada de carros, pode ser muito estressante. Principalmente quando você demora horas para chegar em lugares que teoricamente você chegaria em minutos.
Menos poluição:
Ao optar por viver sem o carro, você estará contribuindo para o meio ambiente.

Desvantagens de não ter um carro
Muitos lugares, ao redor do Brasil, são difíceis de alcançar sem ter um carro. E mesmo que você consiga ir, isso tomaria muito mais tempo.
Se sua cidade não tiver bons transportes públicos, as outras alternativas podem ser tão caras quanto.

MELHORES ALTERNATIVAS PARA SUBSTITUIR UM CARRO

São diversas as alternativas, e você pode usar um pouco de cada uma delas para economizar mais e escolher o meio mais adequado a depender da situação.

Andar: vantagens e desvantagens
É de graça, sem imposto ou qualquer outro custo possível;
Você pode ir para qualquer canto. Mas claro, essa alternativa é preferível para locais mais próximos;
É um meio mais saudável;
Evita o trânsito caótico da cidade;
É uma forma mais lenta de locomoção;
Você está mais sujeito a sofrer com o clima da sua cidade;
Difícil de levar coisas com você
Ou seja, andar pode apresentar vantagens sobre o carro para trajetos curtos e cômodos. Além de ser de graça, em situações de trânsito intenso, andar pode ser mais rápido.

Transportes públicos: Vantagens e desvantagens
Economia nos custos. Andar de ônibus, por exemplo, custa em torno de 4 reais por viagem. Considerando duas viagens por dia e usando esse meio todos os dias do mês, você gastaria aproximadamente 240 reais por mês;
Aproveitar o tempo no trânsito para fazer um a leitura;
Sem custos e preocupações de estacionamento;
Podem demorar para chegar;
Pode ser perigoso;
Não é disponível para ir para qualquer lugar.
Se você mora em uma cidade com bom transporte público, em várias situações esses podem ser vantajosos.
Para rotas na rotina, que você já conheça o horário e o trajeto do transporte, eles podem ser muito mais baratos e, até mesmo, mais eficiente que o carro.

Alugar carro: Vantagens e desvantagens
Ter custos somente de aluguel e gasolina;
Arcar com esses custos somente quando necessário;
Você pode ir para onde quiser;
Espaço para levar o que for necessário;
Pode ser caro.
A decisão entre ter carro ou alugar quando necessário, pode parecer difícil. Mas caso você abra mão do seu carro, alugar pode ser uma ótima opção para viagens no fim de semana.

Uber e semelhantes: Vantagens e desvantagens
Conforto na maioria das vezes comparável ao de um carro próprio;
Tempo disponível no trânsito para fazer uma leitura ou alguma atividade possível;
Espaço para bagagens;
Você não precisa se estressar em dirigir;
Serviço com atendimento rápido.

Fica claro que, economicamente, ter um carro não é tão vantajoso assim.
Existem diversas opções, para cada situação específica, que podem apresentar vantagens em relação ao preço, rapidez e conforto.
Se, por exemplo, você vender o carro para economizar, iria diminuir suas despesas gerais com transporte e ainda sobraria dinheiro suficiente para investir.
Portanto, viver sem carro não precisa ser visto como uma atitude radical e mal planejada.
Quem se organiza financeiramente e bota todos os custos na ponta da caneta, pode perceber muitas vantagens em optar por outros meios de transporte.

Comentários no Facebook